Pequenas reticências…

Posts Tagged ‘escuro

Vítor queria crescer logo para parar de ter aqueles medos.
De aranha, de barulho, de sombras… Mas o pior deles era o medo do escuro. Sempre deixava uma luz acesa. Até que…

Era verão e estava muito calor. Vítor dormia quando o pai entrou no quarto e viu que ali estava realmente quente. Deixou a janela um pouco aberta e a luz do corredor acesa. Mas acontece que o vento soprou forte, fechando a porta. Vítor acordou com o barulho pensando que, provavelmente, fosse um monstro. Então ele viu o quarto todo escuro. Começou a tremer vendo monstros ali, perto da janela; aqui, perto do criado-mudo; lá, perto da porta. Eram monstros altos, baixos, de dentes afiados. Todos querendo alcançá-lo com seus braços longos.

Não aguentando mais de medo, pulou da cama cantando (pois quem canta seus males espanta) e correu até o interruptor de luz. Acendeu. Viu que os monstros foram todos embora e no lugar deles ficaram roupas penduradas, luminárias, brinquedos e cortinas que se balançavam com o vento.

A partir daquele dia, o menino não quis mais crescer tão rápido. Viveria sua época de criança como deveria ser: brincando… e imaginando.

Anúncios